Domingo
Tempo nublado
28° MÁX
12° MIN
Cb image default

A Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres de Ivinhema iniciou neste dia 1º de Agosto a maior campanha agosto Lilás em defesa da mulher.

Adrielly de Souza Fernandes Mattar, disse que esta é uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.

A Campanha Agosto Lilás foi criada como parte da luta representada pela Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, para combater e inibir os casos de violência doméstica no Brasil.

A coordenadora, Adrielly Fernandes divulgou uma agenda que inclui palestras em escolas, manifestação no trânsito, apresentação de dança, entrevistas, oficinas nas glebas e simpósio com autoridades do Estado.

O Município de Ivinhema conta com programas voltados para dar apoio à mulher; a proposta é colocar o tema em evidência, discutir as melhores formas de atender vítimas e debater a importância da responsabilização dos autores de violência.

A coordenadoria enfatizou as parcerias entre órgãos municipais, estaduais e comércio local para divulgação e promoção da campanha.

Neste dia 1º a Coordenadora de Políticas Públicas para as mulheres, Adrielly Fernandes, bem como Katiane Lopes, Coordenadora da Proteção Social Especial e Marli Zancanaro, Coordenadora do CREAS, estiveram em Campo Grande, representando o município e recebendo o prêmio “Selo Prefeitura amiga da mulher” no qual o município de Ivinhema, foi premiado em dois projetos.

O Selo Prefeitura amiga da mulher é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres, com objetivo de conhecer, valorizar e divulgar as práticas inovadoras e programas de enfrentamento à violência contra mulheres e de incentivo ao empreendedorismo feminino, desenvolvidas pelas Prefeituras Municipais de Mato Grosso do Sul, que possuam OPM – Organismo de Políticas para Mulheres em sua estrutura administrativa.